contato@levycam.com.br

Entrada de investimento estrangeiro (IED) – Brasil ocupa a 6ª posição!

Apesar da queda de 2,3% no ingresso de Investimentos Estrangeiro Direto (IED) no Brasil no país no ano passado, o país subiu da 7ª para a 6ª posição no ranking dos destinos mais atrativos para investimentos produtivos, segundo relatório da agência da ONU para o Comércio e Desenvolvimento (Unctad) divulgado em 24/06/2015.

As entradas de IED no Brasil somaram US$ 62 bilhões ano passado ante US$ 64 bilhões em 2013. Os investimentos no setor primário caíram 58%, o que foi compensado pelo crescimento na manufatura (5%) e nos serviços (18%).

O fluxo de IED é considerado por muitos economistas o ‘investimento bom‘, já que esse dinheiro vem do exterior para a construção de fábricas, infraestrutura, empréstimos internos feitos por multinacionais e fusões e aquisições de empresas.

Ranking de Investimento Estrangeiro Direto
(em US$ bilhões)

País 2014 2013
China 129 124
Hong Kong 103   74
Estados Unidos   92 231
Reino Unido   72   48
Cingapura   68   65
Brasil   62  64
Canadá   54   71
Austrália   52  54
India   34  28
Holanda   30  32

O Brasil chegou a ocupar o 4º lugar em 2012, com um volume total de US$ 65,3 bilhões. A melhora de posição em 2014 foi favorecida pela perda de espaço de outros países como Rússia, que despencou do 5ª para a 16ª posição.

No mundo, a queda foi bem mais acentuada no ano passado. Segundo o relatório, os investimentos diretos despencaram 16,3% em 2014, para US$ 1,23 trilhão. O Brasil elevou a sua participação no total de fluxo de investimentos diretos de 4,6% para 5,1%.

Para 2015, a Unctad prevê um crescimento de 11% no volume de IED no mundo, mas com reconcentração dos recursos nos países desenvolvidos.

Fonte: G1, em São Paulo.

Entrada de investimento estrangeiro (IED) – Brasil ocupa a 6ª posição!
Avalie este post!

Deixe uma resposta

Fechar Menu