contato@levycam.com.br

Na véspera, a moeda dos EUA ficou no mesmo patamar do dia anterior, terminando o dia vendida a R$ 3,7122.

Por G1

14/06/2018 09h06

 

O dólar opera em queda nesta quinta-feira (14), de olho na trajetória da moeda norte-americana ante outras divisas no exterior, e após a decisão do Banco Central Europeu (BCE) de anunciar que vai acabar com seu programa de compras de títulos, mas que isso não significava juros maiores no curto prazo, segundo a Reuters. Ajudava ainda a ação do Banco Central brasileiro nos mercados.

Às 11h22, a moeda norte-americana caía 0,1%, vendida a R$ 3,7090.

“O anúncio do BCE de que vai encerrar suas compras de ativos é provavelmente um pouco mais ousado do que os mercados esperavam, mas isso é temperado pela promessa do BCE de manter as taxas de juros por mais de um ano”, escreveu a economista-chefe da empresa de pesquisas macroeconômicas Capital Economics (CE) para Europa, Jennifer McKeown.

O BCE decidiu nesta manhã encerrar o programa de compra de títulos de 2,55 trilhões de euros no final do ano e informou que os juros permaneceriam inalterados até o verão de 2019 (no Hemisfério Norte).

De outubro a dezembro, o BCE planeja comprar 15 bilhões de euros em títulos por mês e fechar o esquema no fim de 2018.

A decisão do banco europeu vem um dia depois de o Federal Reserve, banco central norte-americano, ter anunciado que pretende elevar os juros quatro vezes neste ano, ambas decisões com implicações sobre o fluxo global de recursos e impacto sobre países emergentes, como o Brasil.

O mercado monitora pistas sobre o rumo dos juros nos Estados Unidos porque, com taxas mais altas, o país se tornaria mais atraente para investimentos aplicados atualmente em outros mercados, como o Brasil, motivando assim uma tendência de alta do dólar em relação ao real.

“Preocuparia o mercado se o BCE antecipasse o fim dos estímulos. Por enquanto, caiu bem a decisão”, comentou à Reuters o diretor de operações da corretora Mirae, Pablo Spyer.

No exterior, o dólar recuava frente a algumas moedas de países emergentes, como os pesos chileno e mexicano.

Atuação do BC

A continuidade da atuação discricionária do BC brasileiro no mercado também contribuía para a queda do dólar frente ao real. Nesta manhã, vendeu integralmente o lote de até 40 mil novos swaps cambais, ou US$ 2 bilhões. No fim da semana passada, o BC informou que injetaria US$ 20 bilhões até esta sexta-feira por meio de swaps cambiais; até agora, foram US$ 15 bilhões deste total.

 

 

Dólar opera em queda
Avalie este post!

Deixe uma resposta

Fechar Menu