Nossa corretora de câmbio dá 5 dicas para fazer sua mala!

Chegou a hora da viagem. Você planejou por meses esse momento. Pesquisou passagens, hotéis, montou um roteiro de passeios. Na parte financeira, também organizou tudo. Foi comprar dólar online, pesquisou a cotação do dólar, pesquisou e melhor corretora de câmbio, viu o preço do dólar turismo… Mas, pouco antes de sair para o aeroporto e aproveitar momentos púnicos, surge um dilema: como arrumar a mala? A dúvida parece boba, mas aflige muito viajante. Quanta roupa levar? Como economizar espaço? Isso porque quem viaja para os Estados Unidos, por exemplo, normalmente procura uma corretora de câmbio atrás da melhor cotação do dólar para comprar bastante. E se o espaço na mala não for suficiente? Vale a pena gastar com uma mala extra só por causa disso? Comprar uma nova mala só porque faltou organização? Para evitar esse transtorno, a Levycam, corretora de câmbio com anos de mercado, dá 5 dicas valiosas na hora de arrumar sua mala.

É importante lembrar que, desde 14 de março de 2017, A Anac estabeleceu as novas regras de bagagem, de venda e de reembolso de passagens aéreas. A nova regra só regula o limite mínimo de gratuidade da bagagem de mão: todo passageiro poderá subir com uma mala de mão de até 10 kg sem custo.A resolução da Anac deixa as companhias aéreas livres para estabelecer tarifas para bagagem despachada e para excesso de bagagem, desde que esses valores estejam claramente definidos nas condições tarifárias.Nos Estados Unidos, a primeira mala despachada normalmente custa US$ 25 (R$ 85, no câmbio de hoje). O valor a ser praticado por aqui ainda é uma incógnita.

É bom ressaltar também que as aéreas não são obrigadas a cobrar pelas malas: é provável que haja classes de tarifas que incluam uma mala despachada de graça. Portadores de cartão elite (prata, ouro, diamante) também devem ter regalias de despacho grátis de bagagem.

As dicas da Levycam, corretora de câmbio, para fazer sua mala

Algumas dicas podem facilitar, e muito, a sua viagem. É sempre bom levar em conta que, durante uma visita ao exterior ou mesmo dentro do Brasil, o turista precisa pensar na praticidade. Precisa lembrar também que, muitas vezes, enfrentará longas jornadas em aeroportos. E como a Levycam, uma corretora de câmbio, que entende de cotação de dólar e de cotação da moeda estrangeira, pode te ajudar? Veja abaixo.

Bagagem de mão

Lembre-se de que a mala de mão tem como objetivo levar objetos essenciais, que devem ir com você na aeronave. Muita gente prefere ignorar as regras e não tem limites. Quer fazer do compartimento interno do avião um lugar para levar a segunda mala grande da viagem. Não seja essa pessoa. Limites e regras não foram criados à toa. Já imaginou se cada passageiro resolve levar uma mala gigante dentro da cabine? Por que você teria esse privilégio?

Mesmo que sua corretora de câmbio garanta uma taxa ótima na cotação do dólar, use-o de forma consciente na hora das compras. Outro ponto importante: é proibido levar objetos cortantes ou perfurantes na bagagem de mão. Outros itens que não podem ser levados na bagagem de mão são líquidos em frascos acima de 100 ml, mesmo que parcialmente cheios. Aqueles dentro de 100 ml devem ser vedados por plástico transparente e apresentado em separado no raio-x.

Sobre o tamanho: a bagagem de mão não pode ter mais que 5 kg e ser maior do que 115 cm somando altura, comprimento e largura.

Roupas versáteis

Duas camisetas básicas e dois jeans no mesmo estilo podem dar quatro combinações de roupa diferentes. Esse é o truque, da roupa leve, descontraída e que seja combinável entre si que vai poupar espaço na mala. O mesmo pensamento vale para os biquínis das meninas. Somos uma corretora de câmbio, mas entendemos que essa pode ser uma dica valiosa para economizar espaço.

Fazer rolinhos

Quando fazemos malas, nem nos damos conta de como desperdiçamos espaço desnecessariamente. Se seus sapatos são grandes, por que não ter as meias dobradas dentro deles? Ou, quando sobra um espaço entre peças, por que não dar aquela dobra tradicional nas camisetas e depois fazer um rolinho e colocar nesses espaços? Camisetas e roupas que não amassam não precisam ir esticadas. Deixe isso para os vestidos ou para uma roupa social, se for necessário. No caso dos mochilões, esqueça roupa social e aposte em malhas.

Quando for colocar aquelas calças jeans, deixe a parte das pernas para fora da mala; coloque outras peças em cima e só depois dobre a metade de fora para dentro. Assim ganha espaço, organização e fica tudo mais acondicionado.

Organização

Se você sabe que vai precisar usar um pijama na primeira noite e que depois vai mudar de lugar, não coloque o pijama no fundo da mala. Caso contrário, esse processo doloroso pelo qual você passou ainda em casa vai ser repetido durante toda a viagem. Saber onde estão as coisas mais importantes é um truque simples, mas muitas vezes esquecido. E nada de procurar uma corretora de câmbio em outro país para comprar dólar. A cotação do dólar será muito mais alta. Comprar dólar online também não é solução, já que você está em outro país.

Espaço fora da mala

Não importa se é uma maleta de mão, de senhora ou uma mochila – o que importa é que você tenha como transportar de forma simples aquelas coisas essenciais a qualquer dia de viagem. Óculos de sol, câmera fotográfica, bloco de notas, tudo aquilo que vai tornar a aventura realmente inesquecível.

Os amantes de esportes também devem considerar a hipótese de deixar as costas livres, onde é possível transportar uma prancha de surf ou um skate, por exemplo.

Quer viajar e precisa comprar moeda estrangeira?

Fale com a gente!

A Levycam é uma corretora de câmbio com anos de mercado.

Quer comprar dólar turismo?

Fale com a gente. Nossa equipe está pronta para ajudar.

Compra e Venda de Moedas: (11) 3242-3999

E-mail: contato@levycam.com.br

Para solicitar uma visita ou contato: (11) 3242-3999

E-mail: contato@levycam.com.br

Mesa de Operações Comercial: (11) 3295-3999

E-mail: contato@levycam.com.br

PABX: (11) 2813-9600

www.levycam.com.br

By | 2017-10-24T14:29:01+00:00 maio 17th, 2017|Dólar turismo|