Cenário Cambial – 20-10-2016

Mercado Cambial

Câmbio – Prisão de Cunha e Selic devem definir rumos do dólar nesta quinta-feira.

O dólar comercial encerrou a quarta-feira com nova queda em seus preços, em um cenário que se
desenhava positivo com dados do mercado externo e interno. A valorização do petróleo e uma maior
confiança do mercado no governo de Michel Temer contribuíram para o resultado do dia.

No entanto, a prisão do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, aconteceu na fase
final dos negócios com a moeda americana, o que pode fazer com que a divisa passe por um ajuste
em decorrência de possíveis delações premiadas.

Mercado Externo

A quinta-feira reserva importantes indicadores de destaque da economia dos EUA, como por exemplo,
o dos pedidos de auxílio-desemprego e também o índice que mede a atividade de negócios no distrito
do Federal Reserve da Filadélfia.

Mercado Interno

A jornada de quinta-feira deve ser de bastante movimento, com o mercado repercutindo não só
a decisão do Copom de cortar os juros em 0,25 pontos percentuais, como também a prisão de Eduardo
Cunha e o possível impacto de uma delação premiada.

Swap

O Banco Central realiza nesta quinta-feira mais uma sessão de leilão de swap cambial reverso. A
operação está marcada para as 9h30 e tem período de duração de 10 minutos. Ao todo, serão
oferecidos até 5 mil contratos, com vencimentos em novembro e dezembro de 2016 e janeiro de 2017.
Como nas últimas sessões, o Banco Central vendeu hoje US$ 250 milhões em contratos de swap
cambial reverso, que equivalem à compra de dólares no mercado futuro. A atuação, no entanto, foi
insuficiente para conter a queda da divisa.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na segunda-feira (17) posição consolidada de US$ 376.120
milhões, sendo que sexta-feira (14) a posição era de US$ 375.890 milhões. A variação foi positiva em
US$ 230 milhões.

Fonte: Enfoque
Publicado em: 20/10/2016.

By | 2016-10-20T08:37:34+00:00 outubro 20th, 2016|Cenário Cambial|