Cenário Cambial – 08-11-2016

Mercado Cambial

Câmbio – Eleições dos EUA monopolizam atenções nesta terça-feira

O dólar encerrou a sessão de segunda-feira com perdas, em meio a um cenário que se mostrou
positivo com a reação de Hillary Clinton nas pesquisas e também com a divulgação do FBI
informando que não encontrou indícios de crime na investigação contra a democrata. Com isso, a divisa encerrou a
R$ 3,2050.

Para hoje, é possível um leve ajuste pro conta do resultado da véspera. No entanto, toda a tônica dos
negócios será pautada pela eleição presidencial americana. A disputa entre Hilary Clinton e Donald
Trump é apontada como uma das mais disputadas da história, mas com uma grande preocupação em
caso de vitória do republicano.

Mercado Externo

A terça-feira não reserva nenhum indicador de destaque na agenda econômica, o que faz com que o
mercado fique atento mais para a eleição americana. A tendência é que qualquer notícia que seja
positiva a Hilary seja mais bem recebida pelo mercado.

Mercado Interno

O cenário político interno segue movimentado, com as negociações para a aprovação da PEC do Teto e
também há a expectativa para os números do IPCA. Mas, mesmo não afetando diretamente a
economia brasileira, é a eleição americana que deve manter o foco dos investidores na cena externa.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar uma sessão de leilão de swap cambial reverso, marcado
para as 9h30 e com duração de 10 minutos. Serão oferecidos ao mercado um total de 5 mil contratos,
com opção de vencimento em dezembro de 2016 ou janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na sexta-feira (4) posição consolidada de US$ 376.554
milhões, sendo que quinta-feira (3) a posição era de US$ 376.327 milhões.

Fonte: Enfoque
Publicado em: 05/11/2016.

By | 2016-11-08T08:55:55+00:00 novembro 8th, 2016|Cenário Cambial|