contato@levycam.com.br | Contato: (11) 3242-3999 | Ouvidoria: 0800 770 7103
O que analisar ao fazer uma remessa de dinheiro para o exterior?

Quem está no Brasil e precisa enviar dinheiro ao exterior (e vice-versa) pode apelar a um trâmite legal conhecido como remessa internacional

De fato, a remessa internacional é a forma mais segura de fazer aportes frequentes, como acontece com famílias que possuem entes no exterior ou pessoas que desejam investir em negócios em outros países.

Nesses e em outros casos, quem vai utilizar o serviço de remessa internacional oferecido por uma corretora de câmbio deve ficar atento às melhores taxas de câmbio. 

Além disso, confira neste artigo da Levycam outros fatores a considerar antes de fazer uma remessa!

Remessa internacional por conta corrente no exterior

Uma das formas de enviar dinheiro para o exterior é por meio de conta corrente conjunta em bancos específicos, HSBC e Citibank, por exemplo. 

Ainda que o titular da conta esteja no Brasil e não tenha comprovante de residência americano, o outro usuário deve movimentar essa mesma conta no exterior. 

Remessa de dinheiro por bancos brasileiros

Este tipo de procedimento é muito simples, pois é possível transferir dinheiro da conta corrente para uma corretora de câmbio por telefone ou pela internet. 

Assim, após transferir o montante para uma conta da corretora nos EUA, a casa de câmbio credita o valor na conta interna do solicitante dentro da corretora.

Remessa pela casa de câmbio

O envio de dinheiro feito pelas casas de câmbio são mais baratos para o cliente. Após preencher uma ficha cadastral (online pelo site da corretora) é necessário enviar uma autorização pelo correios. 

Então, no momento de efetuar a transferência do montante, é exigida a assinatura do solicitante no contrato de câmbio.

O que avaliar antes de efetuar remessas ao exterior?

Algumas taxas são cobradas para a realização da remessa, sendo as principais: 

IOF

Considerar a cobrança de 0,38% sobre o valor a ser transferido;

Taxa da transferência 

O valor fixo cobrado pela instituição financeira para concretizar a transferência;

Cobrança de IR 

Atualmente, é cobrado 6% de alíquota do Imposto de Renda retido na fonte sobre remessas ao exterior feitas por pessoas físicas para pagamento de despesas com negócios, turismo e serviço;

Spread

A margem de lucro pela operação de câmbio, ou seja, a diferença do preço de mercado do dólar e do preço cobrado pela agência de câmbio.

Para não pagar um spread muito acima do valor do mercado, vale pesquisar a melhor corretora de câmbio

Lembrando que a corretora escolhida deve ter amplo conhecimento sobre o serviço de remessa, evitando problemas no futuro.

Então, você precisa de remessa para o exterior? Fale com a Levycam, corretora de câmbio especializada em SP!

Fechar Menu
WhatsApp Fale conosco!