Fale Conosco: (11) 3295-3999

Cenário do Câmbio 06/05/2024

Navegue

Cenário do Câmbio 06/05/2024

Como estão os mercados pouco depois da abertura do pregão (cotações às 10h33):

  • Ibovespa tem alta de 0,14%, aos 128.687,62 pontos
  • Dólar avança 0,31% aos R$ 5,0853 no mercado à vista
  • Juros futuros sobem em todos os vencimentos

 

Bolsa Brasileira

O Ibovespa abriu a semana com leve alta, com os sinais positivos do exterior ditando o ritmo. Em semana da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), cujas apostas para a taxa Selic estão divididas entre corte de 0,50 ponto e 0,25 ponto porcentual, o investidor ainda monitora as questões fiscais e o avanço na projeção da inflação em 2025 na pesquisa Focus.

Na opinião de Luiz Roberto Monteiro, operador da mesa institucional da Renascença, os mercados locais adotam certa cautela, em meio à espera da decisão sobre juros no Brasil, na quarta. “Tensão pré-Copom. Deixam as barbas de molho.” Na sexta, o Ibovespa fechou com alta de 1,09%, aos 128.508,67 pontos, na esteira de Wall Street.

As ações PNA da Braskem recuam mais de 14%, maior queda da sessão. O mercado reage à informação de que a Adnoc não tem interesse em continuar o processo para comprar fatia da Nonovor na petroquímica. Vale mostra leve alta, na esteira do avanço do minério de ferro, assim como as empresas metálicas. Já a Petrobras opera com leve viés positivo.

 

Dólar

A moeda americana renovou máxima diária acima dos R$ 5,09 há pouco. Analista de mercado da Stonex, Leonel Mattos, avalia que a demanda por dólar pode estar refletindo uma realização de lucros, após perdas do dólar de 0,91% na semana, em meio à agenda do dia mais fraca e após a queda do PMI de serviços chinês em abril, para 52,5. “O PMI de serviços na China teve leve desaceleração, piorando expectativas sobre a demanda interna e prejudicando moedas emergentes.”

Mattos destaca ainda que o ajuste de alta do dólar ante o real é limitado pela valorização de commodities e o superávit primário do setor público de R$ 1,177 bilhão em março, que contrariou a projeção mediana do mercado de déficit primário de R$ 1,70 bilhão.

As taxas dos depósitos interfinanceiros (DIs) negociadas no mercado futuro voltam a subir depois de dias em queda. O movimento local vai na contramão da queda nos rendimentos dos Treasuries, os títulos do Tesouro dos Estados Unidos.

De acordo com a economista-chefe da CM Capital Markets, Carla Argenta, a incerteza sobre os montantes que o governo federal terá de desembolsar para a ajuda emergencial ao Rio Grande do Sul é fator de preocupação hoje, com temores de impacto no quadro fiscal do País. “Não é um fator macroeconômico, mas um fator atípico, que não irá se prolongar. Mas é uma preocupação que se sobrepõe a um noticiário essencialmente positivo”, afirma.

 

Cenário do Câmbio 06/05/2024

Fonte: Agência Estado – Broadcast
Data da publicação: 06/05/2024

Levycam Corretora de Câmbio e Valores. Estamos há mais de 90 anos no mercado de câmbio sempre informando as melhores notícias diárias do mercado financeiro. Para essas e outras noticias do mercado financeiro, acesse nosso área do Blog com mais os mais variados artigos sobre o mercado financeiro.
Aproveite para nos seguir nas redes sociais.

Nosso perfil no Instagram
Nossa página do Linkedin

  • Antecipadamente;
  • Antes de mais nada;
  • A princípio;
  • De antemão;
  • Acima de tudo;
  • À primeira vista;
  • Desde já;
  • Primeiramente;
  • Antes de tudo;
  • Sobretudo;
  • Primordialmente;
  • Em primeiro lugar.
  • Ainda mais;
  • Assim como;
  • Do mesmo modo;
  • Bem como;
  • Contudo;
  • Juntamente com;
  • Apesar disso;
  • Em outras palavras;
  • Nesse sentido;
  • Por exemplo;
  • Seja como for;
  • Todavia;
  • Ainda assim;
  • Porém;
  • Além disso;
  • Em outras palavras;

COMUNICADO

Prezados clientes estamos com instabilidade no e-mail, favor priorizar a comunicação por WhatsApp ou telefone