contato@levycam.com.br

Mercado Cambial

Câmbio-Cena política e economia dita rumos do dólar na semana.

O dólar comercial encerrou a última semana com queda expressiva, em um cenário
em que os dados da economia americana mostraram sinais de que os juros podem
permanecer baixos, enquanto no local os o interno mostra a inflação persistente, o
que deve contribuir para que os juros caiam em um ritmo menos acentuado do que
o esperado. Com isso, depois de cinco dias, a divisa recuou 2,2% a R$ 3,1680.
Para os próximos dias, a agenda política e a econômica local devem ditar o ritmo da
divisa, em meio a um clima de novas delações que podem envolver até mesmo o
presidente em exercício Michel Temer e o ministro José Serra.

Mercado Externo

A semana reserva poucos indicadores de destaque da economia americana, com
destaque para o final do período, com destaque para os dados como das vendas do
varejo e também do índice de preços ao produtor.

Mercado Interno

Além das questões políticas, a agenda econômica traz também importantes
indicadores, como é o caso do IPCA de julho, o índice oficial de inflação, além do
IGP-M. A parte política também pode pesar no resultado, que deve passar por um
ajuste natural nos primeiros dias.

Swap

O Banco Central anunciou que irá realizar nesta quinta-feira mais uma sessão de
leilão de swap cambial reverso, entre 9h30 e 9h40. Ao todo, serão ofertados até 10
mil contratos em dólar com vencimento para setembro ou outubro de 2016, ou
ainda para janeiro de 2017.

Reserva Cambial

As reservas cambiais do Brasil registraram na quinta-feira (4) posição consolidada
de US$ 377.678 milhões, sendo que quarta-feira (3) a posição era de US$ 377.423
milhões. A variação foi positiva em US$ 255 mi.

Fonte:Enfoque
Publicado em:08/08/2016.

Cenário Cambial – 08-08-2016
Avalie este post!

Deixe uma resposta

Fechar Menu